Amizade rotativa

É incrível como o que pode ser nojento pra uma pessoa é engraçadíssimo pra outra pessoa!
Nunca levei jeito pras pessoas, sempre fui meio queima-filme, acho que tenho um grau de honestidade um pouco mais elevado do que o necessário, por que ser honesto demais machuca.
E foi assim que descobri que o bom humor, a felicidade, a capacidade de compreender o outro são as melhores qualidades, por que por mais que você faça uma brincadeira, a outra pessoa vai aceitar independente do que seja.
Sendo queima-filme e um pouco honesto, não me hesitava em fazer aquela brincadeirinha com os amigos. Só que muitos deles não gostaram, e até pararam de falar comigo.
Acho ótimo que isso acontece pois na mesma proporção que esses amigos vão, outros vem, e com um bônus: eles adoram o que faço, toda essa liberdade de falar o que penso sem se importarem.
Sabe quando você tá pronto pra fazer uma piada, e seu amigo só de olhar pra sua cara já sabe que é uma piada? Aí ele deixa a bola pingando pra você completá-la e dá risada junto mesmo já conhecendo a piada.
Pessoas assim me deixam mais feliz, me deixam sem palavras pra agradecer o quão legais são.
Pessoas tristes não me agradam, prefiro que fiquem no zoológico.

Tenho um amigo que é assim, você pode fazer a piada mais chata e mais clichê que ele sempre vai te deixar terminá-la.
Você pode sempre perguntar "Você conhece o Mário?" que ele com certeza vai responder "Que Mário?"

0 comentários:

Postar um comentário

 
 
Copyright © Pensamentos do André Alfieri
Blogger Theme by BloggerThemes Design by Diovo.com