Provocadoras - Capítulo 1

Ela só queria conquista-lo e viver um simplório romance, mas não sabia que podia ser uma das mulheres mais provocantes que ele já viu...

Erica já estava trabalhando, como atendendente em um tradicional bar da cidade.
Tímida, tinha dificuldades com relacionamentos.
Era apaixonada por um cliente assíduo ao estabelecimento:
Marcelo. Os dois estão sozinhos.
Érica nunca pensou que Marcelo poderia se interessar por ela,
mas sonhava todas as noites com o pedido dele em namoro.
Marcelo faz o pedido: 1 copo de caipirinha.
Então Erica pede ajuda.
Liga pra sua melhor amiga, Marisa.
O conselho é direto: convida-lo para sair.
A timidez que agora atrapalha iria ajuda-la.
Ela rejeita a idéia.
Pensa, sofre, se encoraja.
E chama Marcelo.
Marcelo também é tímido, mora sozinho, trabalha bastante e alivia o estresse no bar.
Ele se assusta com o pedido de Erica, não parecia ser a mulher que ele procurava.
Na verdade, ele nunca iria encontrar mulher alguma com sua timidez.
Os dois se encontram na casa de Marcelo.
Ainda confuso, Marcelo ouve o pedido de Erica.
Ele acha estranho, mas diz que a companhia dela é agradável.
O casal conversa por alguns minutos até que o silêncio e a falta de assunto interrompe os dois.
Marcelo começa a ter segundas intenções.
Erica se aproxima para um beijo.
Mas recua no último momento.
Erica se despede com um beijo no rosto.
O resto da história vai depender de Érica.
Ela está com a caneta e o papel na mão, escrevendo o seu próprio roteiro, do seu próprio romance.
Agora ela aprendeu que nunca deve satisfazer um homem para conquista-lo.
É preciso criar um desejo e não matá-lo.
A satisfação é a morte do desejo.

0 comentários:

Postar um comentário

 
 
Copyright © Pensamentos do André Alfieri
Blogger Theme by BloggerThemes Design by Diovo.com